Tocando agora:

...

...

Manuscrito de “Hey Jude”, dos Beatles, é vendida por mais de R$ 4 milhões

15 de abril de 2020

A folha com a canção rabiscada à mão por Paul McCartney, usada durante a gravação nos estúdios Trident de Londres, alcançou uma quantia cinco vezes maior que a estimada pela empresa de leilões californiana Julien’s Auctions, sediada em Los Angeles.

Reunindo cerca de 250 objetos dos Beatles, o leilão teve de ser realizado pela internet devido à pandemia do coronavírus. Fãs de todo o mundo fizeram lances na expectativa de arrematar guitarras, vinis e itens autografados pelos Beatles.

O manuscrito original do hit “Hey Jude“, dos Beatles, foi vendido por US$ 910 mil (algo em torno de R$ 4,6 milhões). McCartney escreveu “Hey Jude” após o divórcio de John Lennon de sua primeira esposa Cynthia depois de seu caso com Yoko Ono. A música foi composta para confortar o filho de Lennon, Julian, durante a separação de seus pais, sendo inicialmente intitulada como “Hey Jules”.

Outros itens arrematados no leilão foram a pele de uma caixa de bateria com o logotipo dos Beatles, usada na primeira turnê internacional da banda, nos Estados Unidos, em 1964. O objeto foi vendido por US$ 200.000.

#cidadecontraocoronavirus