Tocando agora:

...

...

Facebook altera regras sobre música, vídeos e compartilhamentos

14 de setembro de 2020

A partir de 1º de Outubro, os utilizadores da rede social Facebook deixarão de ser autorizados a hospedar “experiências de audição de música” na plataforma.

Durante o confinamento foram muitos os artistas que escolheram a rede social para transmitir suas apresentações ao vivo. Uma alternativa aos concertos, mas que não deve continuar dentro de algumas semanas. E uma das Diretrizes Musicais do Facebook dizia: “Você não pode usar vídeos em nossos Produtos para criar uma experiência de audição musical. Queremos que você possa desfrutar dos vídeos postados por familiares e amigos. Porém, se você usar vídeos em nossos Produtos para criar uma experiência de audição de música para você ou outras pessoas, seus vídeos serão bloqueados e sua página, perfil ou grupo poderão ser excluídos. Isso inclui o Live”.

“Queremos incentivar a expressão musical em nossas plataformas e também manter nossos acordos com os detentores de direitos. Esses acordos ajudam a proteger artistas, compositores e parceiros que são os pilares da comunidade musical, aos quais somos gratos por permitirem a existência da criatividade incrível que temos visto neste momento.”, diz um dos esclarecimentos.

O Loudwire.Com critica a explicação da rede. “A linguagem é bastante ambígua quanto ao que constitui uma ‘experiência de escuta musical’ em relação aos vídeos, provavelmente engloba uma grande faixa de posts de entretenimento”, diz o site.

Quem também publicou nota sobre as novas regras foi a NME. “Muitos artistas têm usado a Live do Facebook para realizar shows ao vivo nos últimos meses, enquanto shows físicos não podem de acontecer devido à pandemia do novo coronavírus”.

Há alguns dias, um porta-voz do Facebook também confirmou à revista britânica que embora as novas directrizes entrem em vigor em todo o site em Outubro, “as diretrizes musicais já estão em vigor há algum tempo e não afectarão os artistas que utilizam o site para partilhar a sua música”.